janeiro 07, 2017

5 Dicas para dar a volta ao desemprego


Dicas
A primeira pergunta que fazemos a nós próprios quando nos vemos numa situação de desemprego é: O que vou fazer agora?
A desilusão, o medo, as inseguranças, são sentimentos e estados emocionais normais (na minha perspectiva pessoal) logo no primeiro dia em que nos vemos nesta situação.

Mas, PARE!

Isto não deve permanecer por muito tempo. 
É importante revermos todos os nossos objectivos para conseguirmos alcançar a meta.

So, Let's Go!

1. Viver para triunfar - os dias em casa certamente que vão ser muitos. Dê vida aos seus dias! Aproveite o tempo disponível para fazer algo que gosta, descobrir novas aptidões, investir em formação, entre tantas outras coisas.
No entanto, não devemos esquecer de actualizar o nosso CV, estar atento diariamente às propostas que encontramos nos diversos sites de ofertas de emprego e fazer a nossa inscrição no centro de emprego ou em empresas de recrutamento na nossa cidade. 
Dicas: Faça artesanato e venda a amigos e online; Faça um curso online certificado que valorize as suas competências e valorize o seu currículo como por exemplo no site da EVOLUI (super confiável e recebem o certificado em vossa casa); Faça aquilo que tanto desejava e nunca teve tempo como por exemplo: tire a carta de condução.

2. Saber poupar - Agora temos certo que no final do mês não vamos ter o nosso salário na nossa conta! É importante economizar pois não sabemos quanto tempo vamos estar nesta situação. Faça desafios pessoais como por exemplo: um mês sem comprar roupa ou maquilhagem. É óptimo, pois os pequenos desafios impostos vai diminuir o nosso desejo de consumo. 

3. Construir um negócio - Uma perspectiva optimista que implica algum capital. Sem dúvida que o desemprego cria oportunidades que mudam o rumo da nossa vida pessoal e profissional. Se temos capital para investir este é sem dúvida o momento ideal. Temos tempo para planear e executar toda a actividade. Pode ser tanto um negócio online ou mesmo físico. 
Visita o Site Ignit Portugal podes lançar o teu projecto aqui, sabendo se o mesmo tem viabilidade económica ou não para seguir em frente. 

4. Manter o optimismo - Nunca perder a esperança e o optimismo. Certamente que nesta fase vamos confrontar-nos com a competitividade do mercado mas certamente que cada obstáculo encontrado encontraremos novas oportunidades de desenvolvimento.

5. Entrevistas - É importante agendarmos entrevistas com as empresas e sempre que não formos seleccionados para um determinado cargo ao qual nos candidatamos, devemos analisar muito bem as nossas respostas às perguntas feitas pelo entrevistador. Numa próxima oportunidade devemos melhorar aquilo que consideramos que não correu tão bem. 
Não nos devemos esquecer que, antes de uma entrevista devemos-nos preparar, principalmente no que diz respeito à empresa ou seja, devemos fazer uma breve pesquisa e ficar a saber quem são, o que fazem, em que áreas actuam, pois nunca sabemos se o entrevistador nos vais questionar sobre tal assunto. Tudo o resto é sobre nós e a melhor dica é sermos verdadeiros, mas se tivermos de ocultar algo que não seja relevante na actividade que vamos desempenhar, podemos sim dar a volta à situação.
Um caso muito especifico é quando nós estamos desempregados porque nos despedimos. Os entrevistadores questionam imenso o porquê dessa decisão. Eu compreendo o porquê. Mas certamente que eles não. Será que o recrutador vai perceber que nós nos despedimos porque o ambiente de trabalho é demasiado tóxico, psicologicamente não nos sentimos bem, estamos demasiado longe de casa, queremos crescer profissionalmente...????
Eu não sei se eles entendem todas estas questões. Certamente que uns sim, porque desenvolvem o sentimento de empatia e outros não, porque são demasiado racionais e rectos. 

Qual a vossa melhor dica para quem está desempregado??
Listem o vosso top 3! e quem sabe seja útil para quem está do outro lado!

Dicas